Conheça os principais tipos de seringas

As seringas constituem um grupo de material para laboratórios com extensa gama de utilizações. A primeira delas é o preparo e administração de medicamentos. Nessa finalidade, as graduações mais comuns são 1 ml, 3ml, 5 ml, 10 ml e 20 ml. O que determina a escolha da seringa é o volume do medicamento.

O avanço da medicina e da enfermagem que exige intervenções menos invasivas, as seringas, coadjuvante desse universo, ganham dispositivos que trazem segurança e otimizam o tempo dos exames. Pensando nisso, elaboramos esse panorama sobre os diferentes tipos de seringas.

Seringas hipodérmicas

As seringas hipodérmicas são apenas um dos modelos comercializados em qualquer distribuidora de material para laboratório. Empregada em procedimentos médico-hospitalares, as seringas hipodérmicas encontram-se nas graduações 3, 5, 10, 20 e 60 ml.

Elas são descartáveis, sem componentes alérgenos, estéreis e apirogênicas (sem vestígios do metabolismo de vírus, bactérias e fungos). O pistão ou “corpo da seringa” é produzido sem látex e a esterilização é à base de óxido de etileno, conforme normas da Farmacopeia e NBR.

Alguns fabricantes produzem seringas hipodérmicas com sistema de segurança que permite a quebra do eixo após a utilização. Tal dispositivo impede qualquer tentativa de reutilização. Verifique a disponibilidade de seringas desse tipo em seu fornecedor dematerial de laboratório em Santa Catarina.

Seringas para aplicação de insulina

Outros produtos comercializados em distribuidora de material para laboratório são as seringas  para aplicação de insulina. São fabricadas conforme a NBR ISO 7886-1 e NBR 7864 nas capacidades 1, 3, 5, 10, 10 e 60 ml com dispositivo de segurança com e sem agulha. Os modelos são compostos por cilindro (corpo da seringa), haste, pistão (onde ficam os líquidos ficam retidos), embolo, agulha hipodérmica e protetor articulado.

O reaproveitamento não é prática recomendada pelos fabricantes. Contudo, a Portaria 2.583 do Ministério da Saúde indica a reutilização das seringas e agulhas acopladas, desde que armazenadas na porta ou gaveta da geladeira com as capas protetoras. Ainda de acordo com a norma do Ministério da Saúde asseringas e agulhas acopladas para insulina podem ser reaproveitadas até 8 vezes.

Seringas pré-carregadas

As revendedoras de material de laboratório em Santa Catarina também comercializam seringas pré-carregadas. O medicamento já está na seringa e sua utilização diminui falhas na dosagem e riscos de contaminação.

Há também seringas pré-carregadas com soro fisiológico a 0,9% para higienização de catéteres intravenosos. Estas apresentam tamanho menor em relação às seringas tradicionais e possuem três capacidades 3, 5 e 10 ml.

Conhecer os diferentes tipos de seringas garante a segurança de profissionais e pacientes. Confira em nosso site outros conteúdos sobre material para laboratórios e sobre material de laboratório em Santa Catarina

CONHEÇA NOSSA LOJA ONLINE

NÃO PARE POR AQUI

VEJA MAIS

papanicolau

Para que serve o exame Papanicolau?

O teste de Papanicolau ou preventivo, é um exame ginecológico realizado como prevenção ao câncer do colo do útero, é

Carrinho

0

No products in the cart.

Entrar na lista de espera Avisaremos quando o produto chegar em estoque. Por favor, deixe seu endereço de e-mail válido abaixo.